O amor é a melhor notícia do dia

Extra! Extra! Extra!

O amor é a melhor notícia do dia! Aliás, não só do dia… não, nem da semana, do mês, do semestre, do ano… Não, não, a verdade é que o amor trata-se da melhor notícia da história! É verdade verdadeira, não é história para boi dormir.

E o amor multiplica-se quando é compartilhado, contrariando a lógica matemática e esclarecendo que divisão não é com ele. Ah e nem subtração. Afinal, o amor é apaixonado por somar, somar, somar… quantas vezes puder.

“O amor é contagioso”, parafraseando o subtítulo do filme Patch Adams, lançado em 1998.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o amor contagia.

Como sei disso? Bom, vou me ater a três exemplos recentes.

Sou idealizador de um projeto chamado Cartas Perdidas, criado com o propósito de espalhar palavras de fé, esperança e amor por aí. Afinal, palavras são como pássaros. Que tal libertá-las?

Neste mês, voluntários — elos mais importantes da corrente do bem — enviaram mensagens a 50 adolescentes que vivem em comunidades carentes de Manaus, a pedido da professora Flávia de Oliveira, do Laranja Roxa.

Prova de que para o amor não tem distância, afinal as cartinhas viajaram 4.000 Km até aterrisarem no coração do Amazonas.

O amor também não tem idade — quer ver só? Em uma semana, 80 voluntários enviaram “cartas gravadas” para vovôs e vovós de asilos da região. É muita gente!

Eram as crianças do Instituto Alpha Lumen e do canal Desafio de Poesia para Crianças, além de artistas, poetas, e muito mais.

Os idosos amaram!

O amor é também o melhor remédio. Em meio à campanha de Setembro Amarelo, em que nós espalhamos cartas com palavras de valorização à vida, recebi um retorno depois de uma mensagem da voluntária Paula Salgado ter sido achada em Campos.

O destinatário escreveu: “Perdi um filho há dois anos pelo suicídio e essa dor venho carregando desde a perda. (…) [Ao ler a carta] Me senti a pessoa mais importante do mundo. (…) Parabéns, Deus coloca as pessoas certas nosso caminho. Continue levando essas mensagens, pois seres humanos como vocês, ainda mesmo idoso, me fazem acreditar que mundo vale a pena”.

O amor nunca falha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *